“Já Cheira a Natal”

Mais um ano que a nossa Escola promove a iniciativa “Cheira a Natal”, no Mercado Municipal da Moita, a convite da Câmara Municipal. Mais um ano que apostamos na criatividade para a apresentação de sugestões de iguarias natalícias. Visita-nos nos dias 7, 14 e 21 de dezembro.

No primeiro sábado de dezembro, vamos apresentar Tranças de Natal e Pizza Natalícia. O Mercado e os seus visitantes vão deliciar-se , no dia 14, com os Chouriços Puffs e Folhados de Maçã e Canela. Para terminar, mesmo antes do Natal, dia 21, teremos para degustação Bolinhas de Queijo e Bolachinhas de Natal.

Desporto Adaptado para alunos ETPM pela Associação Nuno Mata

No Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, 03 de dezembro, a Associação Nuno Mata promoveu um encontro no Pavilhão Desportivo da Escola Técnica Profissional da Moita e coloca os nossos jovens na prática de modalidades desportivas adaptadas. Uma iniciativa realizada no âmbito do projeto “SPORT 4 ALL”, em parceria com o Instituto Português do Desporto e da Juventude | Programa Desporto para Todos e que teve a colaboração do Instituto Politécnico de Setúbal e da Associação de Paralisia Cerebral Almada Seixal – Apcas.

Nesta manhã, os alunos ETPM passaram pela experiência de praticar algumas modalidades de desporto adaptado, nomeadamente Goalball (modalidade desportiva paralímpica criada exclusivamente para pessoas cegas), Boccia Adaptado, Voleibol Adaptado. Os jovens foram ainda convidados a realizar um circuito em cadeiras de rodas. “É muito importante participarmos nestas atividades porque, assim, conseguimos perceber o esforço adicional que as pessoas com deficiência fazem…. E conseguem!”, afirmaram os jovens.

As atividades foram orientadas pelos alunos do IPS de Ciências do Desporto, integradas no seu plano de estudos. Mas segundo o Professor Mário Espada, do IPS, “Mais do que a avaliação, pretendemos desenvolver nestes jovens a capacidade de encontrar formas de inclusão nos exercícios físicos adaptados e como dirigi-las”. Mário Espada desenvolve um projeto de sensibilização e inclusão para a prática do desporto adaptado juntamente com Fernando Santos, Cátia Ferreira, Teresa Figueiredo, Danilo Ferreira – Selecionador Nacional de Andebol em Cadeira de Rodas.

A Apcas desenvolve projetos de Reabilitação Social para pessoas com Paralisia Cerebral, na área da Educação, Cidadania, Inclusão e Desporto, e, hoje, juntou-se à Associação Nuno Mata para a realização desta iniciativa.

A Escola Técnica Profissional da Moita, através do Grupo Disciplinar de Educação Física e da Pf.ª Ana Firme, colaborou na iniciativa que se integra também no nosso Projeto Piloto Educação Inclusiva nas Modalidades de Dupla Certificação.

A Associação Nuno Mata, de Nuno de Carvalho – Mata, continua a promover a inclusão através do Desporto Adaptado com ações de sensibilização e palestras sobre o tema, porque o Desporto é para Todos! Obrigada, Nuno de Carvalho-Mata! A marcar pontos para a Inclusão.

O que poderia ter sido o fim foi apenas o início.” (in http://www.associacaonunomata.com/)

Bispo de Setúbal conversa com alunos ETPM

Recebemos, na nossa Escola, D. José Ornelas Carvalho, Bispo de Setúbal, para falar com os nossos jovens e conhecer o nosso projeto.

D. José Ornelas falou sobre a “Jornada Mundial da Juventude” que vai decorrer no ano de 2022 e deu também a conhecer um pouco da sua caminhada na religião Católica. A Jornada Mundial da Juventude é um evento religioso anual instituído pelo Papa João Paulo II, a 20 de dezembro de 1985, que reúne milhares de católicos de todo o mundo, em que o público-alvo são os jovens. 

Todas as turmas foram representadas numa pequena conversa que decorreu no Laboratório de Artes & Expressões. Depois do debate, os alunos promoveram uma visita guiada pela escola, e deram a conhecer ao Bispo e ao responsável da Paróquia da Moita, Padre Sílvio, os nossos espaços pedagógicos e os projetos desenvolvidos pelos alunos. A visita foi acompanhada pelo Conselho Diretivo e pela a Professora Cindy Silva. Com um discurso motivador, o Senhor Bispo de Setúbal contou-nos um pouco sobre a sua vida, sobre como escolheu o seu caminho e sobre a importância de sermos ativos, de corrermos atrás dos nossos sonhos. Depois,

A manhã terminou com um almoço no restaurante de aplicação, “A Oficina”. Confecionado e servido pelos alunos de Cozinha-Pastelaria e Restaurante-Bar. 

Rumo à Coreia do Sul

A Escola Técnica Profissional da Moita representa Ensino Profissional Português em Seul, na Coreia do Sul, no âmbito da próxima reunião do Projeto da OCDE: Education 2030, a convite do Ministério da Educação, através da Direção Geral da Educação. A professora Marta Marques e os alunos João Falé e Daniela Lima partiram ontem, dia 21 de outubro, para representar da melhor forma a nossa escola e o nosso projeto.

No âmbito deste projeto, foram criados subgrupos que discutem, refletem e dão contributos para o trabalho do QRI. Portugal integra ativamente o grupo da “Co-agency”, ou seja a articulação entre o “students agency” e o “teachers agency”, uma vez que o nosso país com a sua iniciativa “Voz dos Alunos” foi o primeiro país a integrar, nas reuniões da OCDE, alunos que se pronunciaram sobre as questões de desenvolvimento curricular e necessidades para as competências do Século XXI. Acresce a esta particularidade o facto dos nossos alunos também serem os únicos, na OCDE, que representam o Ensino Profissional.

Entre representantes dos ministérios dos diferentes países e a participação de peritos internacionais, quer de universidades, quer de outras instituições, encontra-se também, por Portugal, a Fundação Calouste Gulbenkian e a Fundação Aga Khan.

É a quarta vez consecutiva que a nossa escola representa o ensino profissional nos países da OCDE, no âmbito do projeto Education 2030, numa partilha de aprendizagens sobre a educação e opinião de professores, orientadores, fazendo-se ouvir a Voz dos Alunos e o nosso projeto educativo e referencial de inovação pedagógica ETPM.

Turma Pestana apresenta Roteiro de Conclusões

O restaurante de aplicação A Oficina, na ETPM, foi palco para a apresentação dos Roteiros de Conclusões dos alunos finalistas do projeto piloto Qualificar para Crescer, turma Pestana, que se realizou, na passada sexta-feira, sob os olhares atentos dos mentores e equipa pedagógica.

Os alunos apresentaram as competências adquiridas durante a Formação em Contexto de Trabalho, em várias demonstrações de tarefas, integrando-as no perfil profissional do Técnico de Restaurante-Bar. Todos os jovens mencionaram os pontos positivos do período de estágio, o que apreciaram e onde encontraram mais dificuldades. Além destas demonstrações, os finalistas piloto apresentaram os temas a desenvolver nas próximas Provas de Aptidão Profissional, mencionando os objetivos e estratégias.

Finalmente, o balanço foi positivo prevendo a apresentação de projetos muito interessantes.

Associação MulherEndo dinamiza sessão informativa na ETPM

As alunas do curso Técnico de Apoio à Infância participaram numa sessão de informação da Associação MulherEndo, dinamizada, ontem, no período da manhã, na Biblioteca Professor Carvalho Rodrigues, na Escola Técnica Profissional da Moita.

Na área de Saúde Infantil, são trabalhadas questões relacionadas com o processo de gravidez, com o parto e com o desenvolvimento infantil. Neste sentido, surgiu a curiosidade de explorar estes temas que dizem respeito à menstruação e aos problemas a ela associados e as alunas mostraram bastante interesse em esclarecer as várias dúvidas sobre o assunto.

A MulherEndo tem por objetivo principal promover e fomentar o apoio, a reabilitação e/ou recuperação física e psicológica da mulher com Endometriose através da informação e cooperação direta. Dar resposta às perguntas das mulheres que têm esta doença, informar sobre os seus sintomas. Com estas formações pretende-se estar mais próximo da Comunidade.

Endometriose é uma doença com tamanha expressão que é hoje reconhecida como uma doença social. O seu impacto na sociedade é tremendo, e é considerada como um grave problema de saúde pública.

JOSÉ de MELLO SAÚDE junta-se à ETPM

A Escola Técnica Profissional da Moita dá início, este ano letivo, a mais uma parceria de topo, desta feita na área da Saúde. O Projeto Piloto – JOSÉ de MELLO SAÚDE, junta a ETPM e o Grupo José de Mello Saúde na formação de jovens que ingressaram este ano letivo no curso Técnico Auxiliar de Saúde e que vão ter a sua formação prática nas instalações do Hospital CUF Descobertas, em Lisboa.

Presente no mercado da saúde há quase 75 anos, o Grupo José de Mello Saúde é, neste momento, líder na prestação de cuidados de saúde privada, em Portugal. Um desafio levado a cabo pelas duas entidades, pelos jovens e suas famílias.

Na semana passada, os representantes do grupo visitaram os nossos alunos aqui na escola, desejaram as boas vindas destacando o esforço por parte de todas as partes para se lançarem num desafio conjunto. “O objetivo é conseguir partilhar, principalmente os nossos valores e princípios; o importante é nunca desistir, ser-se determinado e ser feliz numa profissão que nos preencha totalmente.” Palavras da Coordenadora do Departamento de Formação da Área Assistencial de Enfermagem, a Enfermeira Mafalda Sérgio, numa entrevista realizada por uma aluna de Comunicação.

Ontem, realizou-se a Aula Inaugural do curso Técnico de Auxiliar de Saúde e os jovens foram, desta vez, recebidos nas instalações do Hospital CUF Descobertas, em Lisboa, acompanhados pelos tutores e Encarregados de Educação.  Uma aposta na formação de profissionais cada vez conscientes do mercado de trabalho com a integração das entidades e empresas no plano de formação dos nossos alunos. As expectativas são as de que consigamos formar profissionais cada vez mais íntegros e confiantes no seu trabalho e nos seus projetos de vida.

Catarina Gouveia, Administradora do Grupo José de Mello Saúde, em conversa com uma jovem de Comunicação ETPM, afirmou que “num mundo novo para todos, vi hoje (aula inaugural) gente com vontade de aprender e fazer coisas diferentes na vida. Um projeto que apenas pode avançar com este sistema educativo diferenciado que existe na ETPM, uma abordagem pedagógica diferente …. De outra forma, não estaríamos a assinar o protocolo. Contribuir para a comunidade é uma obrigação do Grupo, no seu melhor sentido, e poder acompanhar e identificar os profissionais do futuro, constitui um benefício para todos.”

ETPM aposta na Educação Inclusiva no lançamento de Piloto

Ontem, dia 24 de setembro, foi dado um passo em frente na integridade da educação e no conceito de que a escola é para todos, com o Lançamento do Projeto Piloto Educação Inclusiva nas modalidades de Dupla Certificação. Na presença do Senhor Secretário de Estado da Educação, João Costa, do Secretário Executivo da Área Metropolitana de Lisboa, João Pedro Domingos, e de representantes da DGE, da DGEstE, da ANQEP, do IPS e das Escolas Secundárias Ferreira Dias, Seomara da Costa Primo e António Arroio, foi formalizado, no campus da Escola Técnica Profissional da Moita, o início de um processo interativo que garanta uma proximidade entre as orientações e a sua aplicabilidade.

Estas entidades fazem parte integrante deste piloto e estão envolvidas numa partilha de responsabilidades que resulta, na prática, na construção de um Guia de Apoio à implementação da Educação Inclusiva, com a realização de ações de acompanhamento e capacitação.

Depois de um agradável solo do saxofonista José Bacalhau, a manhã teve início com Alexandre Oliveira, Presidente do Conselho Diretivo da ETPM, o anfitrião, que deu as boas vindas agradecendo a presença e colaboração das entidades, professores e alunos, destacando a importância dos resultados e, por conseguinte, da libertação dos gestos treinados e mecanicistas. Acrescenta: “Estamos, neste momento, em condições de evoluir.” Posteriormente, o Secretário Metropolitano da Comissão Executiva da Área Metropolitana de Lisboa, afirma que “se trata de um projeto metropolitano educativo, aprovado por unanimidade e que juntou várias equipas. Estamos, aqui, de corpo e alma!”.

O Senhor Secretário de Estado da Educação transmitiu uma palavra de impulsionamento, relembrando que nada foi inventado, uma vez que temos uma legislação que permite avançar e desenvolver isto. “Apenas soubemos ouvir os alunos e os professores. Incluir é saber aprender, a primeira missão é que todos aprendam, mesmo todos!” declara João Costa, acrescentando que este desafio foi lançado a estas escolas magníficas já com um know how na implementação nesta matéria da inclusão. “Que este piloto ande para a frente e que seja um instrumento que todos possam utilizar”, são os desejos do Secretário de Estado da Educação, João Costa.

A iniciativa terminou com uma degustação preparada e servida pelos alunos da Escola Técnica Profissional da Moita, no restaurante de aplicação “A Oficina”, antecedida por um moscatel de honra, ao som de mais uma melodia saxofonista.

Preparado para o Novo Ciclo?

Caros Alunos, e respetivas famílias, 

Sabemos que é, para todos, um momento muito importante nas vossas vidas. Para nós, o planeamento e organização da V/ receção é, também, muito importante. 

Assim vimos informar todos os novos alunos, que no decorrer desta semana todos serão contactados, telefonicamente, ou por email, com a informação da sua colocação, em função das ordens de preferência manifestadas por ocasião do processo de renovação de matrículas e matrículas.

Neste contacto vamos também agendar uma breve sessão presencial, onde concluiremos aspetos de natureza administrativa, tiramos as tuas medidas para a tua farda e, principalmente, queremos conhecer-te melhor.

A partir da próxima terça-feira, dia 30 de julho, poderás visualizar no campus as respetivas listagens de colocação.

Já falta pouco para iniciares a nossa viagem pelo Ensino Secundário Profissional para o ciclo 2019/2021!

Boa semana.

Alexandre Oliveira

Presidente do Conselho Diretivo

Formação de Eventos com APORFEST

APORFEST, parceira ETPM mais precisamente do curso Técnico de Organização de Eventos, esteve com os alunos dois dias para uma formação e fez o balanço final, afirmando que os alunos ETPM foram muito importantes na logística do TALKFEST. A aproximação ao mercado de trabalho, contribuindo com ferramentas de trabalho para os jovens desenvolverem a sua capacidade de inovação e adaptação à área de eventos. Relativamente ao nosso projeto educativo e à nossa forma de fazer aprender, Ricardo Bramão, diretor da Associação afirma: “É o futuro do ensino, criar formas de adaptar a teoria à prática e adaptar constantemente soluções para os alunos em prol do seu desenvolvimento e adaptação a futuros empregos. O ritmo da sociedade hoje é enorme e esta é uma excelente forma de o acompanhar!”

A APORFEST – Associação Portuguesa de Festivais de Música é representativa da área dos festivais de música em Portugal que apoia, desenvolve e contribui para a evolução positiva da indústria. Tivemos oportunidade de conversar com o fundador, Ricardo Bramão, que nos respondeu a algumas questões:

ETPM: Porquê a aposta da Aporfest nos alunos de Organização de Eventos da ETPM?

RB: A APORFEST tem realizado algumas parcerias com alunos de escolas técnicas e profissionais ao longo do país com o objetivo de trazer “novos talentos” e maior aproximação destes com os profissionais da indústria. Da mesma forma temos estado a trabalhar com a ETPM de forma próxima uma vez que estes alunos foram muito importantes na logística do TALKFEST e na concretização de todas as suas ações nos dias de evento. 

ETPM: Duas sessões de trabalho com que objetivo?

RB: Estas duas sessões têm como objetivo a aproximação dos alunos ao mercado de trabalho, dando-lhes também ferramentas de trabalho que os definam como agentes de mudança e decisão do seu próprio futuro profissional. Este futuro dependerá muito da sua capacidade de trabalho e capacidade de inovação e adaptação a esta área.

ETPM: Que expectativa encontra no futuro desta parceria?

RN: As melhores, queremos trazer e dar a conhecer novos alunos para esta área e que muitos destes se possam tornar futuros profissionais da área e quem sabe referências. Queremos realizar mais atividades com a ETPM ao longo do ano letivo. 

ETPM: Qual é a sua opinião sobre a Autonomia e Flexibilidade Curricular, no âmbito da participação ativa das empresas parceiras no plano de formação dos alunos, que está implícito no desenvolvimento no nosso projeto educativo?

É o futuro do ensino! Criar formas de adaptar teoria à prática e adaptar constantemente soluções para os alunos em prol do seu desenvolvimento e adaptação a futuros empregos. O ritmo da sociedade hoje é enorme e esta é uma excelente forma de o acompanhar.

Obrigado, Ricardo Bramão e APORFEST, por fazerem parte do nosso projeto.