15 ANOS A CRESCER CONVOSCO

Hoje é um dia muito especial!!!

Há 15 anos atrás, a nossa Escola recebeu os seus primeiros alunos, os primeiros elementos da nossa equipa, as primeiras famílias e os primeiros parceiros. A todos os que fizeram parte, a todos os que fazem e a todos os que ainda farão parte integrante deste nosso projeto… sintam ORGULHO! 

Orgulho de traçar um caminho de sucesso que constrói vidas e forma os jovens, tornando-os cidadãos ativos, responsáveis e autónomos que apostam nas suas competências e que seguem os seus objetivos. 

Orgulho de sentir que, convosco, tudo começou e que continua a crescer, cada vez mais e melhor, rumo aos vários êxitos, perante os desafios e obstáculos com que todos nos deparámos sem os quais não seria a mesma coisa.

Orgulho de contribuir para a qualidade do ensino profissional. Com as comemorações dos 15 anos, a ETPM recebe o selo de Conformidade EQAVET – a Garantia da Qualidade na Educação e Formação Profissional.

Alunos, famílias, equipa e parceiros… a exigência destes desafios espelha o compromisso que temos com um ensino de qualidade e, mais do que isso, com a contribuição para uma sociedade livre e justa, através da formação e desenvolvimento de competências transversais a qualquer área de intervenção.

 Aos alunos, queremos que saibam que são uma fonte de inspiração e motivação para queremos ir sempre mais além, para apostarmos no Futuro.

Às famílias, importa destacar a sua importância, na colaboração de uma comunidade educativa cada vez mais ativa, dinâmica e participativa.

Aos parceiros, erguemos o prémio do sucesso dos nossos jovens, da nossa escola. Congratulamos o empenho do tecido empresarial e instituições, na formação dos nossos alunos e no apoio às aprendizagens que tendem a estar cada vez mais de acordo com a evolução do mercado de trabalho. 

À equipa de trabalho, mais forte que nunca, que constitui uma forma de estar e de fazer aprender única e peculiar cujos efeitos estão na nossa maneira de SER ETPM!

Celebramos hoje 15 anos de histórias de vida com sentido, comprometidos com um Ensino de qualidade e para todos. Foi, e continuará a ser, um caminho exigente mas com impactos significativos nas nossas vidas e dos nossos jovens. São 15 anos a crescer convosco e a aprender!

Parabéns ETPM! Parabéns a todos!

Informações sobre Reuniões Encarregados de Educação das turmas do 10.º ano e início das aulas das turmas do 10.º ano

Informamos que as reuniões de receção dos encarregados de educação dos alunos das turmas do 10.º ano de escolaridade decorrerão nos dias 15 e 16 de setembro de 2021, com a seguinte agenda:


15 de setembro de 2021, 4.ª feira,16:00

10.º Produção Agropecuária – Tutora de Turma, Joana Louro
10.º Soldadura – Grupo B – Tutora de Turma, Ana Firme – (No final desta informação encontrará a lista dos números de aluno que pertencem a esta turma)

17:30 |10.º Restaurante-Bar – Tutora de Turma, Vera Pimenta10.º Auxiliar de Saúde – Tutor de Turma, Gonçalo Fernandes

16 de setembro de 2021, 5.ª feira, 16:00

10.º Ação Educativa – Tutora de Turma, Angélica Amarelo
10.º Comunicação e Serviço Digital – Tutoras de Turma, Alexandra Fernandes e Inês Queiroz

17:30
10.º Cozinha-Pastelaria (as 2 turmas) – Tutores de Turma e Direção de Curso, Gil Santana e Celeste Alves10.º Soldadura – Grupo A – Tutora de Turma Eugénia Nogueira (Em anexo a esta informação encontrará a lista dos números de alunos que pertencem a esta turma)


Os encarregados de educação deverão dirigir-se até à portaria do campus e aguardar pelo acolhimento do respetivo tutor de turma.
Será efetuada a medição da temperatura corporal à entrada do campus, é obrigatório o uso de máscara e a higienização das mãos à entrada dos edifícios.


Relativamente ao início das atividades letivas das turmas do 10.º ano de escolaridade no dia 17 de setembro de 2021, 6.ª feira da parte da manhã são estes os horários de entrada e saída:


Entrada 09:30 e Saída 12:30 – 10.º Auxiliar de Saúde, 10.º Soldadura Grupo B, 10.º Produção Agropecuária, 10.º Restaurante-Bar ;
Entrada 10:30 e Saída 13:30 – 10.º Ação Educativa, 10.º Soldadura Grupo A, 10.º Comunicação e Serviço Digital e as duas turmas de 10.º de Cozinha-Pastelaria;


Atenção: O serviço de transporte no dia 17 de setembro para as turmas do 10.º ano não estará em funcionamento, devendo cada aluno deslocar-se por meios próprios. Os transportes escolares para as turmas de 10.º ano entrarão em vigor a partir do dia 20.09.2021, com um horário que será partilhado na reunião de encarregados de educação.

Consulte AQUI as listas dos alunos dos Grupos 10.º Soldadura A e 10.º Soldadura B

Muito obrigado,

Cumprimentos,

A Direção Pedagógica

INFORMAÇÃO IMPORTANTE

Caros Encarregados de Educação e Jovens ETPM,

Esperamos que se encontrem bem. Voltamos para mais um ano letivo, 2021-2022, cheio de desafios.

Informamos que:

As turmas 12.ºD, 12.ºG, 12.º H, 11.º B, 11.ºC,11.ºD e 11.º E iniciam as atividades letivas no dia 13 DE SETEMBRO;

As turmas de 10.º ANO iniciam as atividades letivas no dia 17 DE SETEMBRO, no período da manhã,e na próxima semana divulgaremos mais informações para os novos alunos. As reuniões de EE das turmas de 10.º ano decorrerão nos dias 15 e 16 de setembro, sendo que os horários das mesmas serão divulgados também da próxima semana.

As restantes turmas iniciam as atividades letivas no dia 20 DE SETEMBRO;

Mais informamos que os horários das turmas (INOVAR), os horários dos autocarros (SITE) e a marcação das refeições (SIGE) ficarão disponíveis, na próxima semana.

Desejamos a todos um ano letivo 2021-2022 repleto de sucessos!

“Se tiverem uma oportunidade, agarrem-na!” – AJAP

Firmino Cordeiro, Engenheiro Agrónomo e Diretor Geral da AJAP – Associação de Jovens Agricultores de Portugal, representa a parceria com a Escola Técnica Profissional da Moita, nomeadamente com o curso Técnico de Produção Agropecuária.  Licenciado em Engenharia Agrícola, Firmino Cordeiro é um profissional ligado à AJAP,  já há mais de 15 anos.

“Tornei-me um jovem agricultor e liguei-me à organização que já conta com 38 anos de vida, com um total de 45 técnicos distribuídos pelo país. Além desta ligação ao corpo técnico, temos ainda cerca de 80 entidades protocoladas com a AJAP, na recolha de candidaturas aos agricultores e outros processos de assistência técnica e de acompanhamento.” – conta-nos o Engenheiro

Existe uma ligação próxima às escolas profissionais de agricultura, no sentido de alertar os jovens para o ensino profissional, ficando com uma preparação mais direcionada a esta atividade. Motiva os jovens para a diversidade na formação e afirma que é importante que os pais e encarregados de educação saibam que esta oferta existe e quais as suas vantagens..

Nunca desistam dos vossos sonhos e, se tiverem uma oportunidade, agarrem-na!

É importante seguir a agricultura e ter uma bagagem técnica que suporte uma empregabilidade de nível superior. A agricultura foi uma das poucas atividades que, com a pandemia, não parou. Ser um Jovem com sucesso é importante. Ser um Jovem Agricultor de sucesso é crucial!

Entrevista a Engenheiro Firmino Cordeiro

Diretor Geral da Associação de Jovens Agricultores de Portugal

O Aluno Autónomo

Estrella Luna Muñoz (México, 31 anos),investigadora, formadora e coordenadora de projetos de média, artes, educação, diálogo intercultural e integração social comunitária. No âmbito do ProHUB – Centro de Investigação & Inovação para o Ensino Profissional da Escola Técnica Profissional da Moita, Estrella investiga, hoje, as nossas aprendizagens e o modo como fazemos aprender aqui, na ETPM. O seu projeto “O aluno autónomo no planeamento e avaliação das suas aprendizagens no ensino profissional e as práticas pedagógicas usadas no ensino profissional” teve início em março e seguirá até novembro deste ano e já promoveu várias sessões e conversas com alunos, professores, tutores de turma e diretores de curso. A Investigadora tem projetos desenvolvidos no México, Portugal, Cabo Verde, Espanha, Honduras e Nicarágua e a sua principal pretensão é inspirar, capacitar e apoiar os jovens a liderar o caminho em direção a uma sociedade mais inclusiva, justa, resiliente e regenerativa. Com Licenciatura em Artes Visuais e Diploma de Inovação Educacional (UNAM) no México, Mestrado em Produção Artística (UPV) em Valência Espanha, e doutoramento em Educação com as TIC na Universidade de Lisboa em Portugal a tese desenvolvida esteve focada na literacia mediática e informacional para o empoderamento e integração social dos jovens.Tem trabalhado como professora em diversas instituições de ensino online e presencial como a Arab Academy, no Egito e tem sido convidada a participar como oradora em várias conferências e congressos, incluindo algumas organizadas pela UNESCO.

A investigação surge a partir da necessidade de orientar e construir, junto com o aluno, o desenvolvimento de planeamento e autoavaliação para um trabalho autónomo.  Para isso,Estrella analisa a utilização da metodologia, das práticas pedagógicas e dos instrumentos de (auto) regulação das aprendizagens utilizadas na ETPM, investiga a forma de articulação entre o Referencial de Inovação Pedagógica, o perfil do aluno ETPM e as tutorias de turma e a aprendizagem autónoma. 

A Escola Técnica Profissional da Moita apoia e colabora com esta investigação cujos resultados vão servir para melhorar e/ou atualizar o nosso modelo, a forma como fazermos aprender, garantindo sempre o bem estar do aluno e da equipa. 

Obrigada, Estrella Luna Muñoz!

Projeto ADAPTAR – COMPETE 2020

Designação do Projeto| Prevenção e Mitigação Covid19 na ETPM

Código do Projeto | LISBOA-02-08B9-FEDER-055969

Objetivo Principal | A presente candidatura visa adaptar, e reorganização, a atividade educativa e formativa da Escola Técnica Profissional da Moita à nova realidade provocada pelo covid-19. Permitirá ainda mitigar os impactes negativos provocados pelo vírus e potenciar e acelerar a digitalização da nossa atividade.

Região de intervenção | Lisboa e Vale do Tejo

Entidade beneficiária | Orsifor – Centro Formação Profissional Moita SA – NIPC 503017728

Data de aprovação | 2020-06-29

Data de início | 2020-07-14

Data de conclusão | 2021 -02 – 28

Custo total elegível | 14.790,41€

Apoio financeiro da União Europeia | 7.395,21€

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

A atividade educativa e formativa foi, e continuará a ser, no próximo ano letivo (setembro de 2020) fortemente impactada pela crise sanitária, e económica, provocada pelo novo coronavírus. A atividade teve, e continuará a ter, uma necessidade de acelerar a digitalização dos processos de ensino aprendizagem, nomeadamente através do investimento nas plataformas de formação à distância quer seja a nível síncrono quer a nível assíncrono. Uma parte considerável deste investimento que necessitamos de realizar, a digitalização dos processos, será realizado através de ações de capacitação das nossas equipas para gerirem, desta forma, processos fundamentais na nossa atividade.

Outra dimensão fundamental que pretendemos implementar com a presente candidatura tem a ver com o estudo e implementação de um novo layout do nosso campus que permitirá reduzir os fluxos da equipa, alunos e visitantes ao mínimo indispensável o que, necessariamente, irá representar a renovação da maioria da nossa sinalética interna, incluindo com a informação clara das normas previstas para cada espaço do campus com recurso a sinalética horizontal e vertical. Considerando a faixa etária dos nossos alunos, entre os 14 e os 18 anos, procuraremos, nomeadamente junto dos serviços de mais fluxo e espera, como por exemplo o refeitório, papelaria/reprografia e bar, implementar soluções que garantam, e sinalizem, o distanciamento social recomendado.

A adaptação do nosso layout às condicionantes que a gestão sanitária do atual momento exige será implementada não só nas atividades principais (atividades de ensino e aprendizagem, incluindo em ambiente de oficinas e laboratórios) mas também em todos os serviços complementares de apoio onde se destaca: serviço de transporte dos alunos (autocarro); refeitório e bar, biblioteca, espaços de atividade física (pavilhão desportivo, relvado sintético e polidesportivo), papelaria/reprografia, secretaria e quinta pedagógica (onde as turmas de Agropecuária desenvolvem grande parte das suas atividades letivas).

Este investimento é ainda complementado com a distribuição de dispensadores de gel, e de outro tipo de desinfetantes, incluindo ações periódicas de desinfeção, por todo o campus que, diariamente, é utilizado cerca de 700 pessoas.

Jovens destacam processo de ensino-aprendizagem ETPM na OCDE Future of Education

Na “3rd Global Forum on the Future of Education and Skills 2030” foram analisados temas que se prendem com o CV Digital e com a Educação Pós Covid, num workshop virtual que se repartiu em dois dias da passada semana e que teve a participação dos alunos da Escola Técnica Profissional da Moita, Kéldio e Alexandre, e de outros jovens de escolas de outros países da europa.

Os pontos explorados relacionam-se com a vertente digital e suas competências, a nível de currículo, naquilo a que podemos chamar uma “era pós covid”. Os nossos alunos consideraram que a participação em projetos como este, ainda que à distância, é bastante enriquecedor na medida em que passam a conhecer novos caminhos e abrilhantar a educação, em termos de criatividade e inovação. Trata-se de uma oportunidade de melhorar cada vez mais o bem-estar dos alunos, explorando a criação de novos projetos em que os alunos podem e devem ser os agentes criadores.

Deste workshop, os jovens Kéldio e Alexandre, trazem novas ideias que devem ser exploradas, dentro e fora da escola, e novos tópicos sobre como os alunos podem colaborar com os professores no processo de ensino-aprendizagem. Juntar todos os problemas dos representantes dos países participantes  e conseguir soluções exequíveis, foi o que de muito produtivo os alunos tiraram deste workshop (assim o consideraram).

Como melhorar a consciência e criatividade dos professores? Outro assunto abordado e cujo interesse dos jovens se verificou na medida em que , aqui na ETPM, o aluno faz parte do processo e garante a importância do reconhecimento, por parte do professor, de que é muito importante ensinar mas também saber aprender com os alunos.

Os nossos jovens consideram que a ETPM tem uma vantagem em relação às outras escolas, no que respeita  aos produtos de aprendizagem e ferramentas de avaliação – notebook, a diversidade de projetos, a proximidade ao mercado de trabalho. Foram considerados, pelos jovens europeus, aspetos já avançados e benéficos no desenvolvimento de um modelo educativo. 

A OCDE – Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico – é a entidade promotora desta iniciativa que dá voz aos alunos e promove a sua interação.

Cozinha é um Modo de Vida

Na Escola Técnica Profissional da Moita apresentamos a oferta do curso Técnico de Cozinha-Pastelaria, com parcerias de excelência que connosco colaboram no plano de estudos e na formação dos nossos alunos.

O Pestana Hotel Group é a maior entidade hoteleira do país e apoia e integra as unidades de formação dos nossos alunos com todas as técnicas inerentes à área de cozinha. Mas um dos principais objetivos é a transmissão da ideia de que a cozinha deve ser encarada como um modo de vida. Os nossos sentidos devem estar apurados e a trabalhar a 100%, seja a capacidade de organização e liderança, seja a capacidade de ultrapassar obstáculos. Um modo de vida que também nos traz o gosto de vencer e é isso que queremos transmitir aos jovens que iniciam a sua formação.

Temos também o orgulho na parceria com o Grupo Avillez que tem apostado vivamente nos nossos alunos, acolhendo os jovens para Formação em Contexto de Trabalho de forma a que os alunos ETPM fiquem cada vez melhor preparados para o mercado de trabalho.

Parcerias como El Corte Ingles e Trivalor também são assinaladas como parcerias da nossa escola, especificamente , dos cursos técnicos de Restaurante-Bar e Cozinha-Pastelaria.

As inscrições estão abertas. Aposta no teu futuro e numa carreira de sucesso. Agarra este modo de vida no curso Técnico de Cozinha-Pastelaria

Laboratório de Desenvolvimento de Variedades Regionais

A Escola Técnica Profissional da Moita aposta na inovação e na rentabilização dos seus projetos, motivando assim os jovens que nele participam, colaboram e aprendem. 

A Quinta Pedagógica do Castanheiro agrega, neste momento, um Laboratório de Desenvolvimento de Variedades Regionais, orientado pelo Eng.º  José Nuno Caninhas e pelo Eng.º João Limão. Trata-se de um projeto que tem como objetivo principal produção e melhoramento de frutos e hortícolas de origem regional, ou comprovadamente adaptados, com vista à sua promoção e comercialização, assim como, a sua utilização na criação de novos produtos, com base na sua transformação. Este Laboratório destaca ainda a consolidação das aprendizagens e desenvolvimento de competências técnicas dos alunos do curso Técnico de Produção Agropecuária.

Desde os tempos mais remotos, provavelmente ainda antes da própria nacionalidade, que a região a sul do Tejo tem uma forte ligação à agricultura e à pecuária. O seu posicionamento geográfico, e as suas condições edafoclimáticas, fizeram desta zona, umas das principais fontes de abastecimento de hortofrutícolas para a capital. Nos dias de hoje, vários são os concelhos que ainda detém uma importante quota de produção em determinados produtos. Esta antiguidade fez com que aqui nascessem várias variedades de frutas e legumes, assim como, outros que não sendo oriundos daqui, se adaptassem como em mais nenhum outro local. No tempo em que vivemos, torna-se imperativo a preservação destes produtos locais, cada vez mais valorizados pelos profissionais do sector da restauração, assim como, pelos consumidores. – lê-se no enquadramento do projeto

A Quinta Pedagógica do Castanheiro constitui uma ferramenta essencial para a vertente técnica dos alunos do curso Técnico de Agropecuária mas não só, é um local de aprendizagens e contacto com a natureza e com os animais e que permite aos jovens e, igualmente, às crianças do Colégio Corte Real , desenvolverem variadíssimas capacidades e competências. 

Além de tudo isto, a Quinta ainda nos permite momentos de reflexão e de meditação com excelentes finais de tarde, a todos os que por ela passam!

INSPIRA-TE com a Joana Almeida

Desde pequena, acompanhou o trabalho do pai no café. Nas férias, não hesitou e aproveitou o tempo livre,  num restaurante de fast food. Hoje é futura Técnica de Restaurante-Bar e aluna ETPM.

O interesse da Joana nesta área surge na infância. Quando saía da escola, seguia para o café onde o pai trabalhava e lá, dava apoio no que fosse necessário. Aquilo que “bebemos” na nossa infância tem forte impacto no que esperamos do nosso futuro.

A  famosa série portuguesa “Morangos com Açúcar” deu aos jovens aspirações e inspirações. A Joana sempre sentiu um entusiasmo particular quando via o serviço que era feito no Bar dos Rebeldes, onde faziam cocktails, serviam os clientes, o atendimento. O desejo pela área estava desperto, então … seguiu em frente.

A experiência no mercado de trabalho valeu-lhe novas aprendizagens sobre o ramo da restauração. Uma experiência de férias de Verão que conduziu a Joana à Escola Técnica Profissional da Moita.

A jovem aluna do curso Técnico de Restaurante Bar, conta-nos que a frequência neste curso já superou as suas expectativas: “nunca pensei perder tanto a vergonha de lidar com o público, antes de começar o curso só falava/comunicava com as pessoas se o fizessem para comigo, e eu tenho plena noção que para crescer nesta profissão é essencial comunicar. “ 

A Oficina, o nosso Restaurante de Aplicação, é o espaço de aplicação de aprendizagens dos nossos alunos. A Joana fala-nos sobre a importância de ter este recurso para o desenvolvimento dos seus conhecimentos.

“Devemos dar sempre o melhor que temos, e ter um serviço de excelência para as pessoas voltarem. “

E acrescenta que o melhor de aprender é colocar em prática as matérias que mais gosta, os cocktails.

“A minha área favorita relaciona-se com a produção e criação de cocktails. Um restaurante não se faz disso, claro, mas é preciso termos noção que temos de fazer uma ficha técnica, um inventário, limpar e organizar tudo para a realização desses cocktails.

Porquê a ETPM?

A Joana acompanhava o percurso da ETPM  através de amigos que já estudavam na ETPM, “sabia que a escola era uma das melhores no curso que estou.” – destacou

Sobre o futuro… “O futuro é muito incerto, mas eu espero continuar os meus estudos em gestão hoteleira.“

(por Maria João Vicente)